quinta-feira, 15 de outubro de 2009

PROFESSOR: NECESSÁRIO E INSUBSTITUÍVEL


Como dito em outras vezes, escrever proporciona sempre um prazer desmedido.
Hoje, todavia, o gostinho é bem mais especial, é dia 15 de outubro.
Antecipando o post, escrevo às pessoas que me ensinaram cada letra, cada sílaba e cada palavra que vão dando sentido à minha criação, timidamente oferecida aos meus leitores semanalmente. Escrevo aos professores, esta fundamental categoria da qual tenho a alegria de fazer parte e pela qual tenho profunda admiração.
Não pretendo exprimir mensagem bonita com o intuito de homenagear a mim e os tantos outros professores, conhecidos ou anônimos, mas deixar uma marca através de um texto simples, porém bem pensado, para todos aqueles que não valorizam os responsáveis por grande parte de nosso maior patrimônio: o conhecimento.
TEM GENTE QUE NUNCA PAROU PRA PENSSAR NA FAUTA QUE OS PROFEÇORES FASEM.
Realmente existe quem pense [e escreva] desta forma.
Dói... Dói profundamente a alma, o coração, os olhos...
Professor faz falta sim. É o que encara com amor o desafio de alfabetizar, ultrapassando todos os limites. Desdobra-se em quarenta para resgatar a auto-estima dos alunos mostrando a eles que são capazes de aprender; oferece-lhes a segurança muitas vezes não encontrada em seus próprios lares, indica sempre o melhor caminho e possui a humildade de aprender cada vez mais com a prática em sala de aula.
Ele não é simplesmente um chato quando corrige ou dá "nota vermelha", quando diz que o aluno pode melhorar ou manda bilhetes aos responsáveis. Ele é um ser humano comprometido com a educação, que se dedica, exige muito de si e quer bons frutos das sementes plantadas.
Alguém pode afirmar: a internet hoje ensina tudo; a tecnologia facilita a vida dos estudantes.
Sim, a internet é ótima ferramenta para acesso rápido às informações do mundo, porém dona da incapacidade de expressar emoções, transmitir afeto ou vibrar com a primeira palavra lida pelo aluno. Ela auxilia em muito para os processos de ensino e aprendizagem, contudo, a máquina não consegue compartilhar de sonhos, projetos, tampouco de dificuldades ou sucesso. Não há interação, não há troca de conhecimentos. Não há lágrimas carinhosamente enxugadas ou sorrisos de felicidade ofertados. Jamais o avanço tecnológico tomará o lugar do professor, pois conhecimento baseado na experiência de vida, na intertextualização de saberes só pode ser vivenciado na presença dos educadores, profissionais insubstituíveis e necessários à formação dos seres humanos críticos.
Muitas vezes, mesmo com uma vida de sacrifícios, recompensada com pouco respeito e pouco dinheiro, eles ainda preferem dividir o saber que possuem, preparando os alunos para se tornarem autoconfiantes.
Dos que ensinam desde cedo a convivência com os outros coleguinhas até os de línguas estrangeiras, cursos específicos ou universitários, os professores são aqueles que estão sempre prontos a estender a mão para auxiliar, são os que despertam para a realidade e para a vida, os que participam do nosso crescimento pessoal e profissional.
Como nossos engenheiros, jornalistas, médicos, enfermeiros, administradores, escritores, professores, entre tantas outras profissões, estariam seguindo sua carreira, se não tivessem passado por anos de aprendizado com os educadores?
Os professores são, portanto, indiscutivelmente essenciais à formação do homem e dignos de respeito e admiração, pois incessantemente dedicam todo amor ao ensino e lapidam as pedras das mais grosseiras, transformando-as em preciosíssimas jóias a brilharem em benefício de outros seres humanos.
Parabéns, Professores!
video

3 comentários:

  1. Parabén pelo blog, muito bom...
    Leandro de salvador, beijos...

    ResponderExcluir
  2. Valeu Leandro, continue acompanhando. Precisamos levar o hábito da leitura a todos. Bjão!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua visita e comentário.
Volte sempre, pois é e será sempre um prazer dividir minhas letras com você!